Fortalecendo a atuação democrática de comunidades

O Desenvolvimento da Competência Crítica e Reflexiva no Contexto de um Currículo Integrado



Este livro compartilha com os demais envolvidos na formação em saúde os resultados de uma pesquisa analisou a formação crítica e reflexiva no contexto de um currículo integrado de enfermagem. Tal análise, inicia com duas revisões integrativas, ambas descritas no capítulo 1: uma sobre o pensamento reflexivo, e outra sobre o pensamento crítico. Nestas revisões buscou-se verificar as concepções teóricas que vêm sendo adotadas para o desenvolvimento do pensamento crítico e reflexivo nos cursos de graduação em Enfermagem. Também é realizada uma análise dos resultados encontrados, a partir do conceito de práxis. O Capítulo 2 versa sobre o pensamento reflexivo segundo o referencial de Donald Schön, apresentando-o como uma alternativa para proporcionar, aos estudantes de enfermagem, momentos sistemáticos de reflexão sobre a prática. O Capítulo 3 apresenta o referencial teórico de pensamento crítico adotado pelas autoras para fundamentar a pesquisa realizada. Essa parte expõe as idéias de Paulo Freire como possível referencial teórico do pensamento crítico voltado para a práxis de Enfermagem. No Capítulo 4 buscou-se reconhecer o pensamento crítico e reflexivo como uma competência. Duas perspectivas do termo competência são apresentadas neste capítulo: uma liberal e outra sócio-crítico-emancipatória.
 O Capítulo 5 explica o contexto em que foi realizada a pesquisa: o Currículo Integrado do Curso de Enfermagem da Universidade Estadual de Londrina (UEL). O Capítulo 6 descreve a trajetória metodológica instituída com fim de elucidar o objetivo da pesquisa.Tem como base a hermenêutica-dialética. No Capítulo 7, buscou-se examinar os documentos institucionais que norteiam o desenvolvimento da competência crítica-reflexiva do graduando de Enfermagem. O Capítulo 8 relatou-se a análise do pensar e do fazer dos professores do currículo integrado do curso de Enfermagem da UEL, em relação ao desenvolvimento da reflexividade crítica dos educandos. O Capítulo 9 apresenta uma reflexão sobre elementos importantes no que diz respeito à formação crítico-reflexiva dos graduandos de Enfermagem, em âmbito local e nacional. Por fim, o Capítulo 10 trata das experiências e das atividades do Programa Nacional de Reorientação da Formação Profissional em Saúde (Pró-Saúde), desenvolvidas na UEL e no curso de Enfermagem. Em âmbito nacional, esta investigação visa contribuir para os processos de formação de profissionais de saúde, podendo servir de referência para as escolas e cursos que já implantaram currículos integrados ou que estão em processo de reformulação curricular.

Disponível para download no link: http://www.uel.br/ccs/enfermagem/noticia.php?id=336